News

A 16 de Junho de 2020, nasce o BetterTimes, uma iniciativa que pretende providenciar à sociedade em geral informação cientificamente sustentada, relevante, e fidedigna, acerca dos graves perigos que trazem horas sociais desajustadas para a saúde, para o bem-estar social, para a economia, para as liberdades individuais e até religiosas, e para a nossa felicidade.


Nós, enquanto seres-vivos, necessitamos de cumprir actividades básicas para continuarmos a ser considerados "vivos". Dito de forma muito simplificada, precisamos de respirar, precisamos de comer, e precisamos de dormir. Esta última actividade, o dormir, parece ter sido ou esquecida, ou subestimada, pondo-nos num constante desequilibro que se estende a todas as esferas sociais. Porque, embora nos esqueçamos, a sociedade é composta por indivíduos, todos nós, e quando não funcionamos bem individualmente, não funcionamos bem em conjunto.


A regra hoje é estar privado de sono, é experienciar distúrbios de foro físico e psicológico, é procurar auxílios para lidar com a labuta diária, quer estes sejam fármacos, álcool, ou outro tipo de agentes que nos são tudo menos saudáveis. E quando se fala em dormir, fala-se num luxo ou então numa característica social associada à preguiça. Mas tal é uma mentira, que hoje perpetuamos sem sequer perceber por quê.


Somos seres-vivos e temos um relógio interno/biológico, com a variabilidade genética que só os seres-vivos têm, que dita que uns adormecem e acordam mais tarde, uns adormecem e acordam mais cedo, e todos os graus de cinzento que existem entre estes dois extremos.


O BetterTimes compromete-se a clarificar sobre a importância do relógio interno para o corpo e mente, a devolver à sociedade esse conhecimento que foi perdido, e a lutar para todos possam descansar o que necessitam e a viver de forma mais saudável e feliz.


  • facebook logo_pt

© 2020 by BetterTimes.